Curso Viva e Deixe Viver de Contação de Histórias 2020 – Litoral Norte de São Paulo

O Curso para formação de Contadores de Histórias acontecerá no período de agosto a novembro de 2020.

“Formamos um voluntário Contador de Histórias com competências de um agente de saúde, pesquisador e promotor das boas práticas na gestão do bem-estar.”

Desejamos um cidadão consciente pela causa “humanização da Saúde”, que tenha compromisso com nossa missão junto a crianças, adolescentes, famílias e profissionais. Que seja constante na responsabilidade de educar e obter saúde com indicadores positivos.

Para tornar-se parte integrante de nossa equipe de contadores de histórias em hospitais e adquirir o Direito de Uso do Jaleco/Avental da Viva, é necessário que o participante tenha aproveitamento acima da média nas aulas teóricas do curso de formação, modalidade EAD-Curso à Distância.

Nosso Curso consta dos seguintes módulos teóricos:

Módulo I – Princípios e Diretrizes da Associação Viva e Deixe Viver e voluntariado Contemporâneo. EAD ou ON LINE AO VIVO aberto para perguntas.

Módulo II – Planejamento Pessoal e Administração do Tempo. EAD

Módulo III – Formação de Leitores, o valor do registro no Diário do contador de histórias. EAD

Módulo IV – A Ética do Contador e o Uso do Jaleco/avental da Viva. EAD

Módulo V – A Descoberta do Brincar e contar histórias na saúde mental. EAD

Módulo VI – Sarau Literário ONLINE  – AO VIVO

Módulo VII –  Morte e Perdas. Como lidar e cuidados paliativos. EAD

Módulo VIII – Vivência Terapêutica (importância da percepção e os tipos de encontros) PRESENCIAL

Módulo IX – Treinamento nos hospitais (como entrar nas enfermarias e a mala do contador) PRESENCIAL

Módulo X – Assumindo o seu contador de histórias (direitos da criança, regras do hospital, cabeças-de-chave, credo, rito e ritual) PRESENCIAL

O certificado do curso só será emitido após a finalização de todos os módulos, e está condicionado ao aproveitamento do curso. Para aqueles que desejam se tornar  voluntário(a) da Associação Viva e Deixe Viver, será necessário ter concluído os 07 Módulos EAD no prazo previsto e participar de vivências, dinâmicas e treinamento nos hospitais, conduzidas pelo cabeça de chave, que visam avaliar alguns requisitos essenciais para atuar no ambiente hospitalar e a disposição do candidato em realizar trabalho voluntário, com compromisso e responsabilidade. As datas e local dos encontros presenciais serão divulgadas posteriormente.

 

Fazem parte do regulamento para se tornar um voluntário Contador de História da Associação Viva e Deixe Viver as seguintes regras:

  • Conhecer e concordar com a missão, causa, princípios e visão da Associação Viva e Deixe Viver (http://www.vivaedeixeviver.org.br/images/stories/manuais/manual-viva.pdf)
  • Ter idade superior a 18 anos;
  • Gostar de ler, ter disponibilidade para estudar livros infantis e interesse em ser Contador de Histórias;
  • Ter disponibilidade para atuar uma vez por semana por duas horas no hospital de sua escolha dentre os Hospitais parceiros da Associação;
  • Participar das atividades de educação continuada promovidas pela Associação para o aperfeiçoamento da atividade de contar histórias. Isto envolve oficinas, cursos de reciclagem e palestras de atualização. Será requisitado a presença de no mínimo 2 das atividades/encontros anuais;
  • Estar ciente que o trabalho voluntário como Contador de Histórias no Hospital não se caracteriza como estágio;
  • Assinar os termos e contrato relativos ao seu trabalho como voluntário da Viva antes do início de sua atuação como voluntário.

 

Dentre as normas regulamentadores incluem-se:

  • É expressamente proibido tirar fotos das crianças;
  • É expressamente proibido fazer uso do trabalho voluntário na Associação Viva e Deixe Viver para buscar colocação profissional, junto aos hospitais parceiros da Associação Viva e Deixe Viver, prática que caracteriza infração ética grave;
  • O direito de Uso do jaleco/avental da Associação Viva e Deixe Viver, que será disponibilizado na formatura, permanecerá vigente enquanto o(a) voluntário(a) estiver em atuação nos hospitais parceiros. Caso haja desistência, afastamento ou desligamento ou abandono das ações voluntárias, o jaleco/avental deverá ser devolvido ao cabeça de chave ou a coordenadora da Viva.

 

Taxa de inscrição:

A formação para Contadores de Histórias da Viva e Deixe Viver 2020, tem uma taxa no valor de R$ 100,00 (Cem reais) à vista ou parcelado, correspondente aos custos administrativos, lanches e o direito de uso do jaleco/avental, durante as atuações dentro dos hospitais.

A participação no curso será confirmada após o pagamento de taxa de inscrição e não haverá devolução da taxa de inscrição, em caso de desistência do Curso A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E DO BRINCAR NO ÂMBITO SAÚDE E DA EDUCAÇÃO.

INSCRIÇÕES ABERTAS CLIQUE AQUI

Qualquer dúvida, entrar em contato com Violeta Cimino pelo e-mail: dibvioleta@gmail.com