“ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E DO BRINCAR NO ÂMBITO DA SAÚDE E DA EDUCAÇÃO”

REGULAMENTO – CURSO VIVA E DEIXE VIVER DE CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS 2020

LEIA COM MUITA ATENÇÃO
 
AS INFORMAÇÕES ABAIXO SÃO PARA O CURSO DE SÃO PAULO

O Curso para formação de Contadores de Histórias acontecerá no período de março a agosto de 2020.

Formamos um voluntário Contador de Histórias com competências de um agente de saúde, pesquisador e promotor das boas práticas na gestão do bem estar.

Desejamos um cidadão consciente pela causa “humanização da Saúde”, que tenha compromisso com nossa missão junto a crianças, adolescentes, famílias e profissionais. Que seja constante na responsabilidade de educar e obter saúde com indicadores positivos.

Para tornar-se parte integrante de nossa equipe de contadores de histórias em hospitais e adquirir o Direito de Uso do Avental da Viva, é necessário que o participante tenha 100% de presença nas aulas teóricas do curso de formação. As faltas justificadas em número de duas no máximo poderão ser repostas através do nosso sistema de EAD (Curso à distância).

Os voluntários que porventura não completarem 100% de participação do curso dos módulos teóricos e ou Vivências serão convidados, a partir de agosto, a conhecer como poderão atuar nas atividades de suporte como Fazedores de Histórias, conciliando uma atividade na sede e/ou eventos organizados pela Associação.

Nosso Curso consta dos seguintes módulos teóricos:

1°“Princípios e Diretrizes da Associação Viva e Deixe Viver”, “Fundamentos Filosóficos do Voluntariado Contemporâneo”, 2°”Planejamento Pessoal e Administração no

 Tempo do Era uma vez”, 3°“Formação de leitores e o Valor de Registro no Diário do Contador , 4° A Ética do Contador e o Uso do Avental da Viva e Ambientação Hospitalar e O Mundo da Saúde e 5° Processo de Morrer /Lidar com as Perdas.

As atividades vivenciais são excludentes, não existe a possibilidade de reposição. São elas: Vivência Terapêutica, Sarau Literário e Treinamento nos Hospitais.

Fazem parte do regulamento para se tornar um voluntário Contador de História da Associação Viva e Deixe Viver as seguintes regras:

– Conhecer e concordar com a missão, causa, princípios e visão da Associação Viva e Deixe Viver (vide link)  
– Ter idade superior a 18 anos;
– Gostar de ler, ter disponibilidade para estudar livros infantis e interesse em ser Contador de Histórias;
– Ter disponibilidade para atuar uma vez por semana por duas horas no hospital de sua escolha dentre os Hospitais parceiros da Associação;
– Participar das atividades de educação continuada promovidas pela Associação para o aperfeiçoamento da atividade de contar histórias. Isto envolve oficinas, cursos de reciclagem e palestras de atualização. Será requisitado a presença de no mínimo 3 das atividades anuais acimas descritas;
– Estar ciente que o trabalho voluntário como Contador de Histórias no Hospital não se caracteriza como estágio;
– Assinar os termos e contrato relativos ao seu trabalho como voluntário da Viva antes do início de sua  atuação com voluntário;

Dentre as normas regulamentadores incluem-se:

– É expressamente proibido tirar fotos das crianças;

– É expressamente proibido fazer uso do trabalho voluntário na Associação Viva e Deixe Viver para buscar colocação profissional junto aos hospitais parceiros da Associação Viva e Deixe Viver, prática que caracteriza infração ética grave;

 – O direito de Uso do avental da Associação Viva e Deixe Viver, que será disponibilizado na Sede da Associação no evento (Conversa Viva), permanecerá vigente enquanto o  voluntário estiver em atuação nos hospitais parceiros. Caso haja desistência, afastamento ou desligamento ou abandono das ações voluntárias, o avental deverá ser devolvido na sede em São Paulo e assinado o Termo correspondente.

Taxa de inscrição

A formação para Contadores de Histórias da Viva e Deixe Viver 2020 tem 90% do custo subsidiado pela Lei Rouanet. Portanto o interessado em participar desta formação deverá contribuir com o pagamento de uma taxa única no valor de R$ 450,00 (Quatrocentos e cinquenta reais), correspondente aos 10% restantes dos custos e que se destina à manutenção dos espaços, custos administrativos, recebimento de uma camiseta Viva (para ações extras hospitalares e DOMINGUEIRAS) e o direito do uso do avental dentro dos hospitais.

Não haverá devolução da taxa de inscrição em caso de desistência do Curso de Contação de História.

 Quanto à isenção da taxa, será concedida excepcionalmente e limitada a 05% das vagas disponibilizadas no curso, condicionada ao abaixo disposto:
a) Deverá ser requerida por escrito, no local designado para as inscrições, com antecedência de 30 (trinta) dias impreterivelmente da data do início do Curso;
b) O requerente deverá declarar, sob as penas da lei, ter renda mensal própria ou do responsável inferior ao limite de isenção do imposto de renda.
(AS VAGAS PARA A TAXA DE ISENÇÃO ESTÃO ESGOTADAS)

CRONOGRAMA

14 de Março – das 9:00h às 12:00h
– (Local Auditório Uninove – Campus Memorial) – Disciplina: Princípios e Diretrizes da Associação Viva e Deixe Viver e Fundamentos Filosóficos do Voluntariado Contemporâneo.
Apresentação da Associação Viva e Deixe Viver e do processo de treinamento.
Educar para a solidariedade pressupõe recuperar conceitos que não se reduzem a sentimentalismos ou a uma vaga ideia de assistencialismo. Solidariedade tem a ver com a solidez de uma vida em sociedade, a qual se apoia na vida da família e na de outras comunidades.

22 de Março – Domingueira Parque Trianon

28 de Março –  das 9:00h às 12:00h –  (Local Auditório Uninove – Campus Memorial) – Disciplina: Planejamento Pessoal e Administração no Tempo do era uma vez.
Propõe aos participantes uma visão sobre as diferentes atividades do seu dia-a-dia, proporcionando uma reflexão sobre a inserção da ação voluntária na magia do “Era uma vez, do Brincar e como elas transformam as vidas de pais e crianças”.

04 de Abril – das 9:00h às 12:00h – (Local Memorial da América Latina) – Disciplina: A Ética do Contador e o Uso do Avental da Viva e Ambientação Hospitalar e O Mundo da Saúde.
A arte de Contar histórias motivando vidas no acolhimento, a Empatia no Acolhimento, Educação.
NR32.
Abordar a realidade hospitalar, os cuidados necessários com a higiene, como a lavagem das mãos, alimentação, aparência, o respeito pela equipe multidisciplinar, acompanhantes e pelas normas do hospital, através de literatura apropriada visando a cultura e educação. Conhecer práticas e valores da Associação.

04 de Abril – das 13:00h as 17:00h – (Local Memorial da América Latina) – Fórum de Humanização –

25 de Abril –  das 9:00h às 12:00h – (Local Auditório Uninove – Campus Memorial) – Disciplina: “Formação de leitores e o Valor do Registro no Diário do contador.
Apresentar aos participantes as principais técnicas de contação de Histórias, recursos e os benefícios da leitura, baseada no prazer, na identificação, no interesse e na liberdade de interpretação.

26 de Abril – Domingueira Parque Trianon

16 de Maio –  das 9:00h às 12:00h (Local Auditório Uninove – Campus Memorial) – Disciplina: Processo de Morrer /Lidar com as Perdas.
Fala sobre o paciente paliativo e sua família, o conforto físico, social e espiritual, além do processo de luto.

24 de Maio – Domingueira Parque Trianon

25 de Maio a 30 de Maio (Sede da Associação) Horário a Definir – Disciplina: “Vivência Terapêutica – Aprendendo a Perder” (escolher apenas um dia na semana).
Sistema de avaliação do voluntário para atuar na ambiência hospitalar através da dinâmica que propõe a reflexão sobre questões emocionais que surgem durante a atuação junto às crianças e aos adolescentes nos hospitais.

01 a 06 de Junho (Obrigatória) (Sede da Associação) Horário a Definir – Sarau Literário (escolher apenas um dia na semana).
 Oportunidade de vivenciar uma situação de contação de histórias e orientação para desenvolver esta técnica.

28 de Junho – Domingueira Parque Trianon

08 de Junho a 5 de Julho (Obrigatória) –  Disciplina: Treinamento no Hospital (um dia por semana) (Hospital parceiro da Viva de sua escolha)

Conhecer o ambiente hospitalar, as regras do hospital e iniciar a contação de histórias e
incentivar a leitura para as crianças e adolescentes a partir do monitoramento de um voluntário
mais experiente. Conhecer o ambiente hospitalar, as regras do hospital e iniciar a Contação.

26 de Julho – Domingueira Parque Trianon

15 de Agosto (Obrigatória) (Sede da Associação) Horário a Definir –  Disciplina: “Conversa Viva: Assumindo o seu Contador de Histórias”.
Discutir as experiências vividas e enfrentamentos durante o treinamento monitorado nos hospitais. Impactar os novos voluntários transcorrendo todo o processo preparatório de 7 meses que ele teve que passar para chegar à etapa final.

23 de Agosto – Domingueira Parque Trianon

31 de Agosto – das 19:00h às 21:00h (Local Teatro São Pedro) – Formatura: “Celebrando a Arte de Ler, Brincar e Contar Histórias”.

15, 16, 17 de Outubro – “A descoberta do Brincar e Contar Histórias na Saúde mental” (Escola de Enfermagem USP).
Disciplina: A Descoberta do Brincar Educacional

Local: Auditório Uninove Campus Memorial – Av. Francisco Matarazzo, 364

Local:  Auditório Memorial da América Latina – Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Barra Funda

Local: Teatro São Pedro – Rua Barra Funda, 171

Local: Sede da Associação – Rua Fortunato, 140 – Santa Cecília

Taxa de inscrição: R$450,00
Total de vagas: 200

FAÇA A SUA INSCRIÇÃO, CLIQUE AQUI!

betwinner istanbul escort kartal escort yeni bahis siteleri bonus veren siteler